Motorstorm: Apocalypse

Virando uma cidade do avesso. Literalmente

West Coast City, um distrito localizado na costa oeste americana e, definitivamente, o pior lugar do mundo para se morar. Vítima de uma série de desastres naturais, todos os seus habitantes fugiram para outras localidades e abandonaram prédios, construções e toda a vida que havia ali, fazendo com que ela virasse uma cidade fantasma entregue nas mãos da destruidora natureza. Em outras palavras, o local perfeito para a próxima edição do evento Motorstorm.
Desta vez, tudo parece estar ainda mais brutal. O próprio subtítulo dá a deixa – Apocalypse – e mostra que as corridas terão ainda mais adrenalina. Mas não apenas por conta dos terremotos e furacões que insistem em alterar a geografia do lugar ou da intensa briga entre as facções que participam da etapa, mas pela grande novidade que a Evolution Studios trouxe para apimentar as disputas: o 3D.
Um apocalipse em cada esquina
A primeira grande alteração é a interferência clima: todas as corridas são ditadas por um elemento, ou seja, tudo pode mudar ao virar de uma curva. Tornados, tsunamis, terremotos e várias outras intempéries podem atingir West Coast City a qualquer momento e alterar o curso da prova.

De acordo com os vídeos divulgados até agora, é possível ver que o visual de todo esse caos está realmente de tirar o fôlego. Além de manter uma aparência incrivelmente realista, a sensação de perigo vai fazer com que até os jogadores mais corajosos temam pelo destino de seu piloto. O que dizer da sensação de estar sobre uma ponte enquanto ela é destruída?
O efeito tridimensional vem apenas para tornar essa experiência ainda mais imersiva. Já imaginou como deve ser desesperador ver um cabo de aço soltar-se da estrutura e ir em direção ao seu rosto? Pois esse efeito de profundidade – aliado à sensação de velocidade extrema – é o grande foco do 3D proposto pela Evolution.
No olho do furacão
O enredo de Motorstorm: Apocalypse se passa durante os dois dias em que o evento rola na cidade. Ao todo, são três personagens que o jogador pode selecionar e acompanhar seu desenvolvimento nas provas. Na demonstração testada pelo site IGN, por exemplo, estava disponível o novato Mash, cuja narrativa iniciava já na abertura da competição.
A trama do rapaz é contada a partir de pequenas animações iniciadas a partir de sua chegada a West Coast City. De acordo com a página americana, o primeiro dia conta com cerca de sete disputas, divididas entre manhã, tarde e noite.Img_normal
O começo é com uma corrida um pouco mais calma, que serve principalmente para reconhecer o local e identificar algumas características. Passando por um subúrbio completamente destruído e em chamas, Mash ainda consegue respirar tranquilamente sem que nenhum prédio ameace esmagá-lo repentinamente.
Mas basta a tarde chegar para que a coisa mude de figura e o verdadeiro caos tenha início. Passando por cenários que vão de antigos estacionamentos virados (quase que literalmente) do avesso a estruturas de um velho sistema de metrô, tudo parece levar os competidores à morte certa e o jogador a um ataque cardíaco.Img_normalTudo fica ainda pior à noite. Como o lugar foi abandonado há algum tempo, a iluminação pública é bastante precária. A solução foi usar helicópteros para fazer o papel de postes, mesmo que de maneira bastante simples. O resultado são pistas completamente escuras em que qualquer descuido pode ser fatal. Se já não era fácil sobreviver em Motorstorm, o que dizer de fazer isso às cegas?
Destruindo com a galera
Ainda que a Evolution Studios tenha focado muito da imersão de Motorstorm: Apocalypse no efeito 3D, também é possível perceber que desenvolvedora caprichou na hora de oferecer uma experiência multiplayer aos jogadores. É possível optar pelo modo para até quatro jogadores locais com tela dividia ou 16, caso decida pelo online.
Img_normal
Além disso, foram adicionados mais veículos para a disputa, com destaque principalmente para o Supermini e a Superbike. Entre carros, motos e toda a variação bizarra que os pilotos fazem em seus equipamentos, temos apenas uma certeza: de que tudo isso será incrivelmente divertido. Adicione à equação uma boa dose de pancadaria, tiros e explosões e teremos um dos títulos mais empolgantes e repletos de adrenalina de 2011.
Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s