Borderlands 2

O shooter que pode fazer a diferença entre as sequências repetitivas

Em Borderlands, com certeza existem alguns bons méritos que fazem dele um jogo único e bem-sucedido. Afinal, o game que contava com recursos bem limitados e quase nenhuma propaganda se comparado com outros gigantes dentro do mesmo gênero conseguiu ser um bom concorrente até mesmo para o poderoso  CoD: Modern Warfare 2, lançado na mesma época.

Agora, Borderlands 2 não só está no grupo dos shooters mais promissores da temporada, mas também é frequentemente citado como aquele que pode fazer a diferença em um mar de títulos taxados como repetitivos e batidos. Continue ligado nesta prévia do Centro dos Games Br e saiba os motivos.

Um grande legado

Quando foi apresentado pela primeira vez em 2009, Borderlands logo chamou a atenção por ser um jogo de tiro, no mínimo, diferente. Longe de ter apenas os mesmos tons de cinza e o ar sério de sempre, o shooter da Gearbox era colorido, bem animado e muito humorado.

.

Ainda assim, poucos sabem que deixar o game com esse aspecto foi uma decisão de última hora, quase como um improviso. Assim, as texturas normais foram substituídas pelo cellshader, que faz tudo parecer muito mais cartunesco e menos real, característica que se tornaria uma das marcas registradas do título.

Borderlands também era arrojado e se atrevia a implementar uma fórmula considera falida para a época: shooter com RPG, que caiu em desuso depois das vendas fracas de Deus-Ex.  O segredo da Gearbox para conseguir a mistura de estilos voltar a funcionar também se tornaria outra das suas marcas registradas: coop.

Img_normal

Durante as jogatinas online, jogadores poderiam explorar os perigos cômicos de Pandora lado a lado, confiando que as fraquezas e vulnerabilidades do seu personagem seriam compensadas pelas habilidades do seu companheiro de armas.

Isso sem falar do aspecto aleatório que o jogo usa ao gerar as armas que aparecem no cenário, todas com status e competências únicas. O sucesso de Diablo 3 provou que isso funciona, e Borderlands 2 certamente vai usar e abusar desta mecânica.

Sucesso praticamente garantido

Como nada é perfeito, os pontos fracos também foram considerados e tratados, sendo que o antiquado método de formação de partidas via GameSpy Arcade foi finalmente substituído por algo mais condizente com o ano de 2012, e não 2003.

Img_normal

 

Como nada é perfeito, os pontos fracos também foram considerados e tratados, sendo que o antiquado método de formação de partidas via GameSpy Arcade foi finalmente substituído por algo mais condizente com o ano de 2012, e não 2003.

Img_normal

Se os tempos já eram propícios para a singularidade do primeiro Borderlands, o segundo então parece ter poucos rivais à altura. “Diferente” é a palavra de ordem na indústria dos video games hoje, com a opinião unânime de todos os fãs de que já existem sequências demais no mercado, boa parte delas apenas “requentando” as mesmas fórmulas de décadas atrás.

Sendo diferente desde o visual até o enredo, a atmosfera e a jogabilidade, a nova “menina dos olhos” da Take 2 promete entrar para as paradas de sucesso deste semestre, com lançamento previsto para o dia 18 de setembro deste ano. Continue ligado no Centro dos Games Br para mais novidades sobre os games mais quentes.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s