Call of Duty: Modern Warfare 3 – Content Collection 2

O modo multiplayer de Call of Duty: Modern Warfare 3 continua sendo a principal razão pela qual o game permanece no topo da lista de títulos mais jogados da Xbox LIVE e PlayStation Network. Para ampliar cada vez mais essa vantagem, a Activision tem liberado pacotes de conteúdo a ritmo de conta-gotas para os assinantes do serviço Elite. Agora, é a vez de todo o público ver a jogabilidade competitiva ganhar novos ares com a Content Collection 2.
Img_normal
O DLC, que já está disponível para PlayStation 3, Xbox 360 e PC, traz mais conteúdo do que estamos acostumados. Ao todo, são cinco mapas inéditos, divididos em dois modos diferentes, além de duas novas missões para o modo Special Ops. Se você já estava enjoando das arenas do título, talvez esta seja a hora de voltar ao combate.
Aprovado
Mano a mano
A grande adição desta nova entrega de conteúdo é o modo Face Off, que coloca grupos pequenos de jogadores em mapas menores. E, quando falamos isso, queremos dizer que as arenas são voltadas para o combate entre, no máximo, equipes de dois jogadores de cada lado. A garantia é de muito tiroteio e mortes praticamente sucessivas.
Ao contrário da maioria dos combates multiplayer da série Call of Duty, em que a regra geral é correr desesperadamente pelos cenários matando tudo que se mover, Face Off pode ser visto como um jogo de estratégia. Conhecer o mapa, saber a localização de seus inimigos e prever os movimentos deles são elementos importantes e podem facilitar a vitória.
A Content Collection 2 traz dois mapas que servem ao novo modo – Lookout e Getaway. Com muitos corredores, esconderijos ou locais plenamente visíveis, as arenas servem para decidir quem é o mais rápido atirador dos servidores online. Dessa forma, elas acabam se tornando um dos principais destaques da expansão.
Um belo local para morrer
Dos três mapas que compõem as novidades para os modos multiplayers comuns de Call of Duty: Modern Warfare 3, Oasis sem dúvida é o mais interessante. O cenário, um hotel-resort em pleno Oriente Médio, apresenta os gráficos mais bonitos de toda a expansão e traz o estilo mais criativo.
Img_normal
Corredores estreitos e plataformas superiores são conectados entre si por grandes áreas abertas que proporcionam todo tipo de tática de combate. Quem é fã dos rifles de franco-atirador ficará feliz com as sacadas que dão ampla visão ao cenário, enquanto os corredores farão da labiríntica colônia de férias o seu local preferido para assassinatos rápidos e tiroteio desenfreado.
Se Oasis é um deleite para os fãs do mata-mata, Sanctuary será o local preferido de quem gosta do modo Conquest. A cadeia de montanhas, com templos e diversos edifícios dispostos de forma errática, transforma o processo de tomar o controle de pontos no mapa em um verdadeiro desafio devido aos diversos esconderijos que podem ocultar defensores de base.
De maneira geral, os três novos mapas trazem adições bastante interessantes ao modo multiplayer e farão a alegria dos fãs da competição online.
Novidade motorizada
O controle de veículos nunca foi uma característica de Call of Duty, apesar do game possuir fases em que o jogador pode assumir o comando de metralhadoras ou canhões montados. Tudo isso mudou em Content Collection 2. O DLC possui uma missão na qual um dos jogadores pode assumir plenamente o controle de um tanque de guerra.
Em Iron Clad, o jogador retorna à cidade alemã de Hamburgo e deve liberar o caminho para o veículo. Em modo cooperativo, enquanto um soldado explode obstáculos pela via, o outro está controlando a máquina, disparando contra inimigos e movimentando o tanque. Uma adição muito bem-vinda à franquia que, para alguns, será encarada como uma cópia direta de sua principal concorrente.
Reprovado
Festival de campers
Na época do lançamento de Call of Duty: Modern Warfare 3, a Activision tomou um cuidado especial para que os campers fossem abolidos das arenas online. Isso se refletiu em mapas muito bem construídos com quase nenhum ponto cego. Resumindo, praticamente não existiam lugares em que um jogador poderia ficar parado apenas esperando seus alvos chegarem.
Essa mesma atenção, porém, não foi dispensada na construção das arenas que compõem a Content Collection 2. Não são raros os momentos em que o jogador é surpreendido por soldados ocultos em cantos escuros, pontos cegos ou camuflados em meio a uma pilha de corpos resultantes de uma explosão.
O retorno da praga dos campers acaba sendo o único ponto negativo significativo do DLC, já que interfere diretamente nas novas opções de jogabilidade proporcionadas pela expansão. Se você odeia esse tipo de jogador, é melhor reservar um pouco de paciência para a hora das partidas.
Cortes na ação
Img_normal
Os novos mapas da Content Collection 2 trouxeram um problema gráfico irritante, que não estava presente em Call of Duty: Modern Warfare 3. Agora, sempre que a ação fica um pouco mais frenética, seja com muitos personagens na tela ou diversas explosões acontecendo ao mesmo tempo, é possível perceber o screen tearing na imagem.
O problema acontece principalmente no mapa Oasis e na missão Kill Switch, mas está presente em praticamente todos os outros conteúdos do DLC. A falta de polimento acaba maculando os bons visuais dos cenários inéditos.
Vale a pena?
A Activision, mais uma vez, mostra que sabe muito bem como compor um ambiente multiplayer desafiador e instigante. Com os novos mapas e missões, Call of Duty: Modern Warfare 3 ganha um novo fôlego e tem sua jogabilidade estendida de forma considerável. Se você já havia abandonado as arenas multiplayer do game, essa é a hora de retornar.
Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s