The Gunstringer

Um títere em busca de vingança. Uma proposta singular para o Kinect

The Gunstringer é um dos títulos mais singulares jamais produzidos para o Kinect. Em primeiro lugar, porque é marcado pela irreverência inconfundível da Twisted Pixel Games — a mesma responsável pela insanidade de Splosion Man —, cujo resultado é um belo desvio da fórmula familiar clássica do sensor de movimentos do Xbox 360. Em segundo lugar, porque se trata, provavelmente, de uma das utilizações mais improváveis do aparato.
A história aqui gira em torno de um protagonista conhecido simplesmente como Gunstringer, um xerife morto-vivo que retorna da sepultura para conseguir sua vingança contra um grupo de facínoras. Bem, caso isso não seja suficientemente distinto, há também o fato de Gunstringer ser uma marionete — aqueles bonecos com cordas que costumavam fazer sucesso antes do vórtice da TV absorver toda a atenção.
Img_normal
Mas é exatamente esse o ponto que torna a proposta da Twisted Pixel algo único. Na verdade, você não é o próprio xerife, mas sim as mãos que o controlam através de uma série de cenários produzidos tal e qual um show de bonecos. Como exatamente isso funciona? Confira abaixo as primeiras impressões BJ.
Da sepultura para os palcos
A demonstração recentemente liberada de The Gunstringer tem seu início com um vídeo introdutório, no qual são mostrados os preparativos para o show de marionetes. O recurso utilizado aqui parece bastante apropriado, embora não exatamente original: trata-se de uma filmagem real mostrando a entrada dos espectadores (atores/figurantes reais, naturalmente) no Paramount Theatre em Austin, Texas (EUA).


Após um breve preâmbulo, eis o seu primeiro movimento: erga a mão esquerda para exumar o xerife morto-vivo sedento por vingança de sua tumba. De fato, todo o movimento aqui será ditado pela mesma mão, desde os deslocamentos laterais até os saltos.
Movimentar o protagonista através do cenário realmente não apresenta maiores problemas. Desviar de obstáculos e saltar anteparos funciona de maneira bastante intuitiva, sem grandes problemas com atrasos na captura de movimentos. Atirar é igualmente simples e intuitivo: aponte sua mão direita para a tela simulando um revolver — basta lembrar-se da infância — e, em seguida, levante-a rapidamente (simular o barulho de um disparo com a boca é dispensável, naturalmente).
O terrível Homem-Tubo Inflável Ondulado
O primeiro alvo de Gunstringer mostra exatamente a que o título veio. Trata-se, literalmente, de um Homem-Tubo Inflável Ondulado (The Inflatable Wavy Tube Man, no original). Apesar da estranheza do desafio, a jogabilidade permanece com um funcionamento bastante razoável.
Img_normal
Há um acréscimo, entretanto: além de disparar com sua mão direita, você agora também precisará utilizar a mão esquerda para entrar e sair de coberturas. Um erro de cálculo (ou movimento) significa um belo “pedala” do Homem-Tubo Inflável Ondulado.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s