Ace Combat: Assault Horizon

Ace Combat: Assault Horizon

Carnificina metálica

Entre os simuladores de combate aéreo, a série Ace Combat — desenvolvida pela equipe Project Aces da Namco Bandai — sempre ocupou um lugar de destaque. A franquia conquistou uma legião de fãs graças aos seus games que apresentavam missões variadas e diversas aeronaves, como o caça americano F-15 e o russo MiG-23.

O seu próximo título, Assault Horizon, entretanto, planeja ser mais do que uma continuação, mas uma reinvenção da série. Além de apresentar novos mecanismos de voo, desta vez será possível pilotar helicópteros ou então assumir as metralhadoras de apoio das aeronaves.

Abatendo o inimigo
De acordo com o diretor do game, Kazutoki Kono, em uma entrevista ao site VG247, a sensação de velocidade de Assault Horizon é muito superior a dos outros jogos da série. Desse modo, as missões são ainda mais desafiadoras por ser necessário não somente abater os seus alvos, mas também controlar o seu avião direito.
Para facilitar os combates, há a introdução nesta versão do sistema de combate a curta distância. Neste modo, a câmera se aproxima do seu alvo e um indicador circular mostra para o jogador o melhor momento para disparar o gatilho.

Img_normal

No entanto, quem achou que o game irá entregar a cabeça do adversário em uma bandeja se enganou. Afinal, é necessário manter uma velocidade certa e acompanhar o curso realizo pelo inimigo para que a mira especial continue na tela, algo que pode ser muito mais difícil do que parece.
Os mais puristas que acreditarem que, ainda assim, o novo sistema é uma facilitação sem sentido provavelmente vão ficar felizes ao saber que será possível selecionar os comandos clássicos sem problemas.
Dominando o espaço aéreo
Além de combates ultrarrápidos entre caças sobrevoando metrópoles, algumas das missões presentes em Assault Horizon também contarão com outros veículos, como helicópteros e bombardeiros.
Em uma delas, por exemplo, é necessário oferecer ajuda a um grupo militar atuando na África com o famoso helicóptero Black Hawk. É necessário então realizar a cobertura dos seus aliados, eliminar os rebeldes que atrapalharem o seu caminho e descarregar suprimentos.

Img_normal

Contudo, a tarefa será dificultada graças aos mísseis disparados pelos oponentes que tentarão derrubá-lo a todo custo. Desse modo, será mais do que necessário valer-se de manobras evasivas e da proteção dos edifícios e relevo locais para poder sobreviver.
Já em outras missões, é preciso levar o seu avião para bombardear locais específicos ou então assumir uma das metralhadoras de apoio para proteger a sua aeronave dos ataques inimigos durante a sua ofensiva. O que comprova que a equipe do Project Aces planeja oferecer uma grande diversidade de jogo ao seu público.
O rei dos céus

As mudanças em Assault Horizon são tantas que houve quem questionasse a respeito de uma possível subdivisão dentro da franquia (como Modern Warfare, de Call of Duty, por exemplo). O diretor Kono, todavia, explica que a equipe do Project Aces é muito pequena para manejar dois títulos simultaneamente.

Ainda assim, Kono espera conquistar novos fãs sem decepcionar quem já conhece a série em seu próximo game. Para isso, além de todas as opções de jogabilidade o jogo conta também com uma história desenvolvida pelo autor Jim DeFelice, que promete manter as tensões entre um combate e outro. Será possível ver se o combate irá deslanchar ou não no dia 14 de outubro, quando Ace Combat: Assault Horizon for lançado para PlayStation 3 e Xbox 360.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s