inFamous 2

Mais divertido, mais engraçado e em português

Desde que a Sony anunciou a dublagem em português de Killzone 3, muita gente imaginou que os títulos exclusivos do PlayStation 3 passariam a receber tratamento semelhante a partir daquele momento. Para a alegria de todos, eles estavam certos. Como pôde ser conferido em um trailer, inFamous 2 também terá áudio em nossa língua, o que torna a imersão na aventura muito mais acessível.
No entanto, o que esperar disso? Se você estava ansioso para conferir o resultado final do novo título estrelado por Cole MacGrath ou simplesmente ver como as vozes foram adaptadas à versão nacional, a demonstração disponibilizada junto com o retorno da PlayStation Store trouxe a opção em português, o que deixa a expectativa em torno do game ainda mais alta – além de mostrar que a Sucker Punch acertou mais uma vez.
Img_normal
Em alto e bom som
Quando a dublagem nacional foi introduzida em Killzone 3, duras críticas foram direcionadas exatamente ao tom de voz dos personagens. Na tentativa de recriar a interpretação original, os atores forçaram algumas expressões, fazendo com que os diálogos soassem de maneira pouco natural. O maior medo dos fãs de inFamous era que esta sequência tivesse o mesmo problema.
Ao iniciarmos a demo, somos automaticamente apresentados à versão brasileira de Cole MacGrath, que infelizmente mantém o sotaque utilizado no título da Guerrilla. Isso é ainda mais evidente no protagonista, cujo aspecto carregado da fala causa certo incômodo no começo. Por mais que você tente, é impossível não reparar na artificialidade do momento.
Por outro lado, os demais participantes da trama conseguem se destacar positivamente. O trabalho feito em Lucy Kuo, por exemplo, é muito bem feito e agradável, assim como o dos demais aliados que você encontrará pelo caminho. Outra menção honrosa fica para Zeke, que consegue manter o tom debochado e irônico até mesmo em português.
Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades
A demonstração de inFamous 2 é bem simples, mas deixa claro o que o jogador poderá encontrar nesta sequência. Ainda que o comentado sistema de decisões simbolizado por Kuo e Nix não esteja disponível – a segunda personagem nem sequer aparece –, é possível dar uma rápida olhada na mecânica de causa e consequência existente.

Ao andar pelas ruas de New Marais, você encontrará vários elementos sinalizados em seu mapa. Esses pequenos ícones coloridos são missões aleatórias que acontecem pela cidade, de modo semelhante às ocorrências de Red Dead Redemption. A diferença, no entanto, é que a cor utilizada em cada tarefa vai definir a forma com que as pessoas olham para seu personagem.
O vermelho, por exemplo, são atitudes mais egoístas e agressivas – o que pode ser definido como Mal em uma perspectiva maniqueísta. Caso opte por roubar os pertences de determinados indivíduos ou matar um artista de rua, os civis irão tratá-lo como uma ameaça e fugir diante de sua presença.
Em compensação, os objetivos em azul aumentam seu prestígio e diminuem a imagem de que os “mutantes” são criaturas assassinas. Ao libertar reféns da Milícia ou curar os feridos, você automaticamente passa a receber o apoio da população em suas ações.
Img_normalPorém, isso não chega a ser uma novidade em inFamous 2, já que seu antecessor trazia uma mecânica semelhante. A grande diferença está na presença de novas habilidades adquiridas por Cole, que oferecem variações na jogabilidade.
Esses poderes são obtidos em pontos determinados da trama e a demonstração possui apenas um, que é liberado após o herói salvar o Dr. Wolfe das mãos da organização inimiga. A partir do Núcleo de Energia roubado da Milícia, ele adquire o poder de controlar objetos e transformar qualquer coisa em bomba – algo incrivelmente útil.
Além disso, outra nova técnica está disponível na demo. Chamada de Vórtex Iônico, a habilidade cria uma espécie de tornado elétrico e faz com que todos os inimigos sejam arremessados para longe. Simples e poderoso, do jeito que você precisa.
Explosão visual
O combate é outro ponto de destaque em inFamous 2. Mesmo que não existam grandes diferenças em comparação ao título anterior, ainda é divertido abusar da eletricidade para acabar com inimigos ou para virar New Marais de cabeça para baixo.
A movimentação do herói continua um pouco estranha e pouco natural, principalmente enquanto escala prédios, mas não chega a ser comprometedor. O estranhamento causado por isso é esquecido com a diversão proporcionada pelas lutas, que são ágeis e frenéticas. Se a pancadaria básica já é empolgante, as finalizações são de tirar o fôlego e mostram que a Sucker Punch não deixou nada a desejar no quesito ação.
Porém, nem tudo é perfeito e o game traz vários defeitos, sobretudo no aspecto visual. Por termos uma cidade viva, ou seja, com muita coisa acontecendo simultaneamente e com muitos detalhes, é extremamente complicado manter o desempenho estável. O resultado, infelizmente, é uma queda absurda na taxa de quadros por segundo.
Img_normal
Isso é tão perceptível que o estúdio procurou uma forma de esconder a falha. Durante os combates mais intensos, você é inevitavelmente atingido por um tiro de bazuca, o que faz com que a tela seja tomada pelo fogo e você não consiga identificar nada do que está acontecendo.
Porém, mesmo com o artifício, os problemas não passam despercebidos. Cenas de explosões ou com chamas, fumaça e eletricidade ao fundo fazem com que a qualidade visual do jogo caia, deixando a imagem repleta de pixels. Em alguns casos isso é sutil, deixando as bordas somente serrilhadas. No entanto, há momentos mais intensos, como quando Cole cai na água, fazendo com que o personagem praticamente vire um herói da era 16 bits.
Pancadaria e bom humor
Como dito anteriormente, a demonstração de inFamous 2 deixa bem claro que o grande foco do título está na diversão das lutas. É exatamente por isso que os momentos entre missões são tão interessantes, pois há liberdade para realizar qualquer tarefa – sendo que a maioria delas abusa do bom humor.
Img_normal
Nas já comentadas ações aleatórias, por exemplo, é possível socar músicos de rua ou homens-estátuas. Ver alguém pintado de cinza correndo desesperado pelas ruas enquanto você tenta acertar uma rajada elétrica nele é algo que merece ser conferido.
Além disso, a própria Sucker Punch escondeu várias piadas no cenário. A demonstração coloca Cole na praça central de New Marais e, em volta dela, é possível conferir todos os filmes que estão em cartaz nos cinemas. “Uncharted Love” e “Call of Boot” são apenas algumas das produções que dividem espaço com “Hey, Low Reach” e “Assassin’s Need”.
Por fim, faltando apenas alguns dias para o lançamento oficial de inFamous 2, o retorno da PlayStation Store comprovou que o game faz jus ao seu antecessor e, apesar das falhas gráficas, continua incrivelmente divertido. Se você perdeu horas vasculhando os cantos de Empire City, prepare-se para conhecer cada beco da nova cidade.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s