Apagão na PSN: caça aos hackers, nova data de retorno, mais segurança e prejuízos

19 dias: esse é o período em que os serviços da PSN estão fora do ar. Desde o último dia 20 de abril, nenhum usuário consegue acessar sua conta ou aproveitar os modos multiplayer de seus jogos. Os causadores disso tudo, como você já deve estar cansado de saber, são os hackers.
Para punir os responsáveis pelo desligamento de seu sistema online, a Sony está considerando a possibilidade de oferecer uma recompensa aos usuários que forneceram informações que auxiliem a captura dos invasores. Nada foi comentado sobre o valor da bonificação ou se ela será realmente implementada, pois a decisão precisaria ser aprovada pela sede no Japão, que deve analisar os prós e os contras em tomar tal decisão.
Nova data-limite para retorno da PSN
Enquanto a temporada de caça aos hackers pode estar prestes a começar, o porta-voz da gigante japonesa, Shigenori Yoshida, afirmou que a companhia está adotando novas medidas de segurança ao sistema e que todos os serviços serão restaurados até o dia 31 de maio.
A afirmação serviu como um balde de água fria nos ânimos dos proprietários do PlayStation 3 que aguardava um restabelecimento das funções já nesta semana, conforme a própria empresa havia afirmado anteriormente. Se a PSN voltar somente nesta data, serão cerca de 40 dias sem jogar online.
Mais segurança
Já sobre a parte técnica da solução dos problemas, o site Bitmob afirmou que os servidores da Sony passarão a rodar com a versão mais recente do aplicativo Apache. A informação veio em resposta às críticas de que a empresa havia respondido ao Congresso americano de que estava utilizando uma edição desatualizada e sem proteção de firewall, o que teria facilitado a ação dos hackers.
Repercussão dentro de estúdios
Embora muita gente acredite que o apagão na PSN tenha prejudicado seriamente os lucros de diversos estúdios – principalmente aqueles com apostas nos modos multiplayer de seus jogos –, a Bethesda afirmou que o lançamento de Brink não será afetado pelo período offline do serviço da Sony.
Img_normal
Em um comunicado à imprensa, a desenvolvedora apresentou as possibilidades que os jogadores poderão explorar enquanto a conexão não é reestabelecida. Segundo a declaração, os usuários poderão explorar toda a campanha, além de habilitar novos itens e vários outros recursos que poderão ser aproveitados quando o modo online retornar.
Porém, nem todas as produtoras têm essa visão positiva dos problemas da Sony. A Capcom, por exemplo, afirmou que os quase 20 dias em que a PlayStation Store ficou fora do ar já custaram centenas de milhares – ou até mesmo milhões – de dólares para a empresa, o que deve trazer adiamento e até mesmo possíveis cancelamentos em projetos futuros.
fique ligado na CGBR para conferir novas noticias sobre o assunto.
Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s