DC Universe Online

O universo DC ganha novos habitantes

Se você nunca jogou um MMO, DC Universe Online é um bom lugar para começar. Além dos rostos conhecidos, você também encontrará uma jogabilidade bem familiar, sem menus ameaçadores e jogadores superevoluídos.
Infelizmente, parece que DC Universe Online foi feito somente para estes jogadores e seu apelo é totalmente superficial. O material é inegavelmente interessante e em determinados momentos o título mostra todo o seu potencial, todavia, a falta de conteúdo e vários problemas técnicos minam toda a experiência.

O reino do amanhã
A trama é interessante e oferece um belo pano de fundo para o surgimento de vários novos heróis e vilões. Nas ruínas de Metrópolis os maiores heróis e vilões do universo DC travam a batalha final. Lendas como a Mulher-Maravilha e Sinestro caem vitimas do embate, que culmina com a morte do Super-Homem pelas mãos do Lex Luthor.
Porém, quando o Luthor ia comemorar sua vitória, o céu é encoberto pela frota de invasão de Brainiac, que secretamente estava drenando os poderes dos heróis — o que permitiu a vitória de Luthor e abriu caminho para a sua conquista da Terra.
Img_normalPara impedir este futuro negro, Luthor rouba a energia dos heróis pega por Brainiac — contida em exobytes (nanorobôs). Munidos dos exobytes, Luthor volta no tempo e libera os nanorobôs na atmosfera da terrestre criando novos metahumanos (como são conhecidos os superseres do universo DC).
O arquirrival do Super-Homem explica toda a situação para os heróis da Liga da Justiça e pede que eles procurem e treinem estes novos meta-humanos, pois Brainiac está chegando e a Terra tem que estar preparada para se defender.
Nova fronteira
O grande trunfo de DC Universe Online é o de ser um dos primeiros MMO interplataforma. Muitos títulos já alardearam tal funcionalidade, mas poucos realmente conseguiram oferecer a tão desejada integração entre jogadores.
Em DC Universe Online, jogadores do PlayStation 3 habitam o mesmo mundo que os heróis e vilões dos computadores. Outro ponto interessante é a forma como a jogabilidade diferenciada dos MMO foi habilmente adaptada para o PS3.
É verdade que alguns fãs puristas do gênero ficarão um tanto descontentes com a “simplicidade” de comandos. Quem já está familiarizado com outros jogos do estilo MMO sabe que não faltam botões e opções de configuração para os inúmeros poderes, armas, inventários e menus.
Em DC Universe Online, os atalhos são bem reduzidos e toda a mecânica de jogos parece ter sido criada com os jogadores do PS3 em mente. Assim, a jogabilidade é mais dinâmica e a interface assume uma apresentação mais acessível.
Ano Um
Apesar de não contar com um editor tão completo quanto o de City Of Heroes, DC Universe Online oferece uma boa quantidade de opções para criação do seu personagem. Você começa selecionando o sexo e biótipo do seu personagem e, se não quiser perder muito tempo, pode optar por modelos prontos, inspirados em outros personagens clássicos do universo DC.
Img_normalCaso prefira editar todas as opções, você ainda terá que definir o alinhamento moral (herói ou vilão), personalidade (cômico, durão, animalesco…) e mentor. A escolha do mentor ditará a forma com que você utiliza seus poderes, seus equipamentos básicos e até mesmo a sua “guilda” dentro da facção escolhida (Liga da Justiça ou Legião do Mal).
Os heróis podem escolher entre a Mulher Maravilha, Batman e Super-Homen, enquanto os vilões optam entre Coringa, Lex Luthor e Circe. Os poderes não são tão variados, mas seguem a velha dinâmica: tanque, controle e cura.
Você pode escolher entre seis tipos de poderes, dois para cada “classe”. Fogo e gelo para são os poderes padrão para os tanques; mental e tecnologia seguem a linha de controladores;  e natureza e mágica servem para os curandeiros de plantão.
Na sequência o jogador seleciona a sua forma de “movimentação”: voo, supervelocidade ou acrobático — pense Super-Homem, Flash e Batman (respectivamente). Além disso, o jogador também deverá definir a forma de combate do personagem. Ao todo são dez opções, incluindo armas brancas, armas de fogo, artes marciais e rajadas de energia.
Depois disso tudo, só falta editar a aparência física e o seu uniforme. Você poderá criar mais de um personagem e futuras mudanças de equipamento não precisam alterar a sua aparência. Entretanto, se você quiser, poderá mudar qualquer característica do seu personagem a qualquer momento do jogo.
Tempestade de Sangue
O breve tutorial e a fase introdutória fazem um bom serviço, apresentando os principais comandos e poderes. Na pratica, DC Universe Online é um grande jogo de ação online com elementos de RPG. Você explorará o cenário em busca de itens secretos e vai espancar muitos oponentes — tanto no PvE como no PvP.
No PC a dinâmica de mouse e teclado é adequada — mesmo sem a opção de clicar sobre o inimigo para travar a mira — já no PS3 os comandos parecem ainda mais naturais. Para desferir um golpe ou tiro, basta pressionar um botão (do mouse ou do controle).Img_normal
O sistema de combate é extremamente fluido, especialmente se levarmos em conta a latência típica dos MMOs. Em DC Universe Online o famoso lag é imperceptível. Na maioria dos jogos do gênero a diferença de tempo entre o início de um evento e o momento em que seus efeitos se tornam perceptíveis é algo realmente frustrante.
O estilo ágil e intenso de DCUO torna o título muito mais atraente para os “não iniciados” no mundo dos jogos MMO. O uso dos seus poderes é regido por uma barra de energia (espécie de mana), enquanto as habilidades com arma podem ser combinadas sem restrições.
Conforme o personagem evolui, novos poderes e habilidades são desbloqueados. Entra aqui um pequeno elemento tático, já que você pode unir poderes e habilidades de combate para criar combos letais. Outro ponto interessante é que, independente da sua “classe” (curandeiro, tanque ou controlador), você pode criar combinações de ataque ou defesa.
Terra de ninguém
Na hora de começar a jogar, você escolher um servidor, que podem ser PvP ou PvE. Os servidores PvP colocam todos os personagens, heróis e vilões no mesmo mapa e permitem que eles se ataquem a qualquer momento. Já os servidores PvE deixam que o jogador explore o cenário sem medo de levar um supersoco a qualquer momento.
As missões solo são bem diretas e possuem duas “partes”. Primeiro você deve realizar uma série de miniobjetivos — do tipo elimine e/ou colete um determinado número de inimigos e/ou itens. Feito isto, você será enviado para uma “dungeon” na qual encontrará mais oponentes e um chefão.
As missões em grupo só são habilitadas a partir do nono nível (Lv. 9) e consistem basicamente de Alerts. Em equipes de até quatro jogadores você embarca em sendas, enviadas por Ajax ao Caçador de Marte (J’onn J’onzz), que assumem o mesmo estilo das missões solo, mas com mais inimigos e conteúdo.
A partir do nível 30, você habilita outras formas de PvP, os Duos e a Arena. Duos, como o próprio nome sugere, são versões revisadas de “dungeons” já visitadas que você pode explorar com a ajuda de um parceiro. Enquanto a Arena oferece combate direto entre heróis e vilões. DCUO também conta com o modo Legends: uma Arena PvP na qual você jogo como grandes ícones do universo DC como o CoringaHarley Quinn, Robin e Asa Noturna entre outros.
Inimigos públicos
Diferente das linhas City of Heroes, City of Villains e Champions Online (que também prometeu ser um MMO interplataforma), o sistema de criação de personagem é bem limitado. A flexibilidade estética é uma das principais características dos títulos citados acima e era de se esperar que DC Universe Online — jogo da mesma temática — também oferecesse a mesma liberdade criativa.
Em contrapartida, DC Universe Online permite que heróis e vilões ocupem o mesmo mundo de jogo, o que não acontece em City of Heroes e Villains, bem como em Champions Online. Todavia, o alinhamento moral dos personagens é muito rígido e nada “natural”.
Img_normalNa nova expansão de City of Heroes e City of Villains, que une os dois universos, o jogo apresenta uma fase introdutória na qual as ações do jogador determinam o seu alinhamento moral. Em DCUO a escolha é fechada, se você optar por ser um vilão, o jogo já considera você um vilão desde o início, apesar de você ter “despertado” há alguns segundos atrás.
Seria muito mais interessante ver esta decisão se desdobrando dentro do próprio jogo.
Piada Mortal
Os gráficos são muito bons, principalmente para um MMO, já a dublagem… DCUO mistura momentos de alta qualidade com gravações que parecem ter sido feitas por atores amadores. As vozes de estrelas como Adam Baldwin (Super-Homem) Corey Burton (Brainiac) e a dupla de Arkham Asylum, Kevin Conroy (Batman) e Mark Hamill (Coringa) ocupa o mesmo espaço de diálogos aleatórios e nada inspirados de personagens coadjuvantes.
Crise infinita
Como a maioria dos jogos MMO, DC Universe Online conta com vários problemas. O sistema de conversas entre os jogadores é extremamente falho, tanto no PC como no PlayStation 3. Para conversar, você deve abrir o console de diálogo “/t” e escolher o nome da pessoa, toda vez que você for falar algo.
As coisas ficam ainda piores nas missões de Alert, formadas por jogadores aleatórios. Você pode tentar utilizar o comando “/g” (para falar com o grupo), porém o jogo não reconhece que você está em um grupo e você é obrigado a gritar para todos com o comando “/shout”.
Img_normalAlém disso, o sistema de Ligas, o equivalente de DCUO às guildas dos outros MMOs, é mal explorado. Você não é capaz de ver qual é o nível dos membros da Liga ou quais são seus poderes. No final, qualquer sistema de gerenciamento de guilda externo é mais completo do que o de DCUO.
Mas o que realmente prejudica a apreciação duradoura de DCUO é a falta de conteúdo. O problema não está necessariamente no baixo limite de evolução, nível 30, mas na total falta de conteúdo para quem alcança o máximo de evolução.
Um vez que o seu personagem chegue ao nível 30, ele não recebe mais nenhum poder e só pode ser “aprimorado” com itens, o que apenas evidencia outra falha do jogo, a ausência de uma casa de leilões. Na maioria dos títulos do gênero, os jogadores podem vender ou trocar itens em casa de leilões interna, porém DCUO não possui nenhum sistema parecido.
Outro ponto negativo é a ausência de poderes arquétipos para cada classe (tanque, curandeiro e controlador). Sem poderes característicos, você tem a sensação de que as classes são genéricas e não há a mínima diferença se você optou por um personagem “curandeiro” ou “tanque”.
 



Infelizmente DC Universe Online não é maravilhoso. No entanto, está longe de ser um jogo ruim. O título tem muitos pontos positivos, mas no final, os problemas acabam depreciando muito o jogo. O material original é rico e é justamente por isso que você ficará com a sensação de que o jogo poderia ser muito melhor.
Todavia, vale ressaltar o marco de DC Universe Online. A empreitada da Sony Online Entertainment pode não ser o primeiro MMO interplataformas, mas até o momento é o melhor. Além disso, o lançamento foi simultâneo nas duas plataformas.
Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s